Profissional de beleza: como desenvolver a arte de saber ouvir

Muito mais do que apenas um serviço, o profissional de beleza vende “sonhos”. Trabalha com a autoestima e precisa aprender a lidar com os desejos e traumas de suas clientes.

Por esse motivo, além de buscar conhecimento técnico e manter-se atualizado com as tendências da temporada e os lançamentos da indústria cosmética, o profissional de beleza também precisa desenvolver uma capacidade extra, fundamental para todos aqueles que lidam com o público: a arte de ouvir.

O diálogo será sua principal ferramenta para diagnosticar o que deve ser feito em cada caso. Você precisa saber ouvir o que a cliente deseja, sentir o que ela quer ver quando o serviço acabar, ajudá-la a visualizar qual imagem ela quer ver refletida no espelho ao final do trabalho. Para isso, o profissional precisa estar aberto a escutar a cliente e a traduzir suas necessidades e desejos.

Muitas clientes chegam ao salão de beleza com traumas, por que outros profissionais não souberam ouvir seus desejos e também não conseguiram traduzi-los com técnica e profissionalismo. O resultado pode ser desastroso para a cliente, desde danos físicos (como queda ou quebra dos fios, por exemplo), como emocionais (como falta de autoestima). E o bom profissional de beleza precisa estar preparado para lidar com estes desafios.

Mesmo com experiência e bom-senso, o profissional pode cometer erros. O importante é saber aprender com eles e usar o máximo de conhecimento técnico e atenção com a cliente.

Teste da elasticidade

O cabeleireiro pode lançar mão de alguns testes simples e rápidos, que podem ser feitos enquanto ainda está conversando com a cliente. Como o teste da elasticidade. Um cabelo saudável deve apresentar certa elasticidade, ou sejam quando tracionado ele deve expandir e, depois de solto, voltar ao seu estado natural.

Para isso, separe uma mecha de cerca de 0,5 cm e enrole-a nas pontas dos dedos das duas mãos, como se você estivesse segurando uma corta. Em seguida, puxe levemente. Se ele se quebrar ou esticar muito e não voltar ao normal depois de cessada a pressão, então esse cabelo necessita de cuidados especiais.

Esse pode ser um bom parâmetro inicial para lidar com aquelas clientes que querem uma “mudança radical”, como deixar de ser morena para ficar platinada de uma hora para outra. E será papel do profissional explicar e orientar a clientela sobre como deve ser essa transformação. Em alguns casos pode ser necessário até negar o serviço, caso você identifique que o resultado poderá ser muito prejudicial e fadado ao fracasso.

Capacidade de observação

Por esse motivo, uma das principais características do bom profissional de beleza é a sua capacidade de observar a vida das pessoas como um todo. E a imagem, o cuidado com a beleza e a estética, está diretamente relacionado com a vida cotidiana. Por isso, além de prestar atenção às palavras, o profissional deve observar também as atitudes da cliente. Algumas posturas corporais podem revelar muito sobre a personalidade da cliente.

Quando você consegue identificar estes sinais, tem mais chances de adaptar os desejos da cliente ao seu estilo de vida. É preciso enxergar a pessoa como um todo, não apenas a imagem que ela quer passar, mas como é o seu dia a dia, sua profissão e seu estilo de vida. Uma técnica muito utilizada pelos profissionais de beleza para atingir esse nível de análise é o Visagismo. Mas esse é um assunto para outro post!

Comentar via Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA